Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
kelleepeachey93

Russa De Seis Anos Ganha Título De "moça Mais Bela Do Mundo"

Hiperlinks De Portais São Fundamentais Pra Subir No Google


Não há como rejeitar: a Inteligência Artificial chegou pra continuar em todas as áreas da população. E no mundo jurídico não é desigual. Há pelo menos cinco anos, dezenas de novas tecnologias estão transformando a maneira de prestação do serviço jurídico dentro do balcão do Como Definir A Identidade Da Tua Organização (e Por Que devia Fazer Isto Prontamente) e na advocacia em geral intensamente. Há quem resista, há quem critique e há até quem defenda a construção de mecanismos de proibição. Porém o episódio é que a nação evolui e a inteligência Cinco Dicas De Marketing Digital Que Todo Empresário Deve Saber faz quota do cotidiano das pessoas. Fatos da Web Trends 2018 destacam que 50% da população mundial está online, sendo que 36% em mídias sociais.


E como o Justo vai continuar de fora dessa prosperidade? Qual A Melhor Estratégia Para Divulgar Eventos Nas Mídias sociais? é mundo que o Correto muda acompanhando as modificações da população. Foi desse modo com o correto de família, o certo homoafetivo, o certo trabalhista, o justo previdenciário, entre algumas áreas. Por que nesta hora ter tanta resistência para o emprego de novas tecnologias?


É válido regulamentar pra otimizar o mercado de serviço, os direitos trabalhistas e encaixar os advogados a modificação, todavia proibir ou fixar é inviável. Até o Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou recentemente que vai usar Inteligência Artificial, movimento que se espalha em diversos tribunais. A verdade é que o exercício da inteligência artificial no universo jurídico vem provocando reduções drásticas no custo de manutenção de processos judiciais, mas só para grandes organizações e pro governo.


Esses proveitos precisam ser ampliados pra população, a término de aumentar o acesso à justiça. Inteligência Artificial é uma área da ciência da computação que avança em todos os países, que trabalha na construção e elaboração de sistemas que simulam as capacidades de raciocínio humano, como perceber, elaborar um raciocínio e tomar decisões. Finalmente, é responsável por gerar algumas ideias úteis a partir de infos que foi submetida.


Ainda é uma tecnologia muito incipiente e não disseminada em larga escala, mas está com prática de progresso iminente, sendo adotada em inúmeras áreas da economia e por que não usá-la no Direito? Futuramente, a Inteligência Artificial conseguirá colaborar fortemente os advogados pela tomada de decisões, assimilando problemas práticos e processando sugestões mais rápido, gerando informações de solução pra que os advogados possam decidir o que fazer.


A priori a Inteligência Artificial será uma ferramenta colaborar do advogado. No todo o mundo as organizações e escritórios contratam muita tecnologia. O Brasil ainda está distanciado do patamar inglês em que 50% dos escritórios de advocacia prontamente fazem uso Inteligência Artificial. Pelo contrário, neste local, 80% das bancas brasileiras não possuem sequer alguém responsável pra tomar conta do tema inovação.




Há alguns dias, a polêmica gerada pelo lançamento de marketing da Valentina - a robô do trabalhador - causou frenesi imenso pra classe jurídica, porém qual o real porquê? Primeiramente, cabe evidenciar que a Valentina não é dotada de inteligência artificial alguma. Ela é um simples chat bot (robô de chat) que várias empresas e escritórios de advocacia neste instante utilizam. Escritórios de advocacia que atendem bancos e companhias telefônicas, a título de exemplo, e exercem cobranças e renegociações, já utilizam chat bots até já no telefone há no mínimo 10 anos.


Chat bot é um robô, entretanto não retém inteligência artificial nenhuma, somente permite a construção de uma árvore de diálogo com dúvidas em sequência, seja com possibilidades pré-definidas, seja com campos abertos. Em última observação, ele serve como um formulário animado, nada mais. Há no mercado corporações que utilizam chat bots e robôs de envios automáticos de SMS e e-mails para automação de atendimento que neste instante estão na carteira de freguêses dos advogados.


Também são utilizados robôs na advocacia para a extração automatizada de fatos dos tribunais, sejam movimentações processuais e intimações judiciais em mais de 280 páginas de websites de consulta processual de tribunais do nação, facilitando imensamente a existência dos advogados. A polêmica gerada na Valentina não tem, em última análise, relação nenhuma com a tecnologia, no entanto sim com publicidade ilegal oposto ao que prevê o Código de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).


Não é permitido pelo Código de Ética (que é uma Lei Federal) que empresas ou pessoas, sendo advogados ou não, ofereçam serviços jurídicos massivamente. Elaborar a Valentina para criação de oportunidades de contratos advocatícios é uma jogada de marketing indevida e de fato por este ponto deve ser coibida pela OAB. Gerar empresas ou artifícios para prospecção de clientes é contra o Código de Ética, visto que o comprador tem que saber com qual advogado está contatando e qual a sua experiência e discernimento no questão.


Tags: clique aqui.

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl